Natal

.O helicóptero, como um passaralho louco, borboleteava pelos céus de Manaus, em manobras espetaculares. De vez em quando, dava um voo rasante pelo campus da universidade. Cá embaixo, tentava-se adivinhar quem era o passageiro tão importante que, do alto, acenava para a ...

Detalhes