jornais.

.Vou confessar um pecado bem cabeludo: a inveja. Eu sei, eu sei, a inveja é uma merda, mas nada posso fazer para impedir que meu olho engorde, de forma doentia, todo ano, no final de dezembro. Nessa época, um colunista social promove festa milionária para distribuir tro...

Detalhes

."Xerxes e Zulmira leem juntos". Esta frase ocupava a última página dos antigos cadernos de caligrafia e era copiada exaustivamente pelos alunos, às vezes como castigo, com o objetivo de treiná-los a escrever, no caso, as letras "x" e "z". No canto superior da página, a...

Detalhes

  No Ministério dos Transportes trabalhava um funcionário, um contínuo, que era lotado na Assessoria de Comunicação. Seu nome, não lembro mais. Ele tinha o quê? Uns 60 anos? Era por ai, um sexagenário. Trajava sempre um paletó surrado, gravata estampada, cultivava um bi...

Detalhes

Ninguém jamais saberá por que o velho Edmundo Busby colecionava jornais, nem quando essa mania começou. O certo é que, em vez de descartá-los depois de lidos, como todo mundo faz, ele os guardava, empilhados, nos cômodos de sua casa no Beco da Indústria, 135, bairro de ...

Detalhes

Está cientificamente comprovado: o excesso de adjetivos mata. Quem morreu assim,em 1905,soterrado por uma avalanche de adjetivos, foi o português Joaquim Rocha dos Santos, um lisboeta que migrou para o Brasil aos 11 anos de idade e fez carreira em Manaus como delegado d...

Detalhes

Caim e Abel na Barelândia.Com oito facadas, uma delas no coração, Chico Cururu matou o próprio irmão conhecido como Mala Velha.O motivo alegado:o voto diferente.Foi em Manaus. Mas podia ser em qualquer outra cidade,porque o Brasil está rachado ao meio,com famílias estil...

Detalhes