Jose Melo

Segundo o humorista Stanislaw Ponte Preta, que adorava um bom bife a cavalo, “não há comida que não possa  ser melhorada com o acompanhamento de um ovo frito ou  uma farofa de ovo”. Presença obrigatória em muitas sobremesas - tortas, bolos, quindins, ambrosia, chuvisco,...

Detalhes

Tomar o café da manhã com ‘socialaites’ é a única atividade exercida por certo colunismo social baré. A nossa coluna é diferente. Tomamos o café, mas fazemos outras coisas, ao longo do dia, com os nossos personagens, mesmo com o risco de ver invadida a nossa privacidade...

Detalhes

.CADÊ A MERENDA DO CLEY? O amazonense Cley Trindade virou celebridade. O garoto de 16 anos, moreno e franzino, residente em Manacapuru, ganhou as primeiras páginas dos jornais, depois de dar um beijo e enfiar um boné na cabeça do presidente Fernando Henrique Cardoso, n...

Detalhes

.Não fui eu. Nem o Alferes Ronaldo Tiradentes, a bem da verdade. Tu também não, leitor (a). Por isso te convido hoje a refletir junto comigo sobre esse tema. Antes vamos dar uma filosofadinha. Olha só! Qualquer guerra é uma imbecilidade pelas mortes de seres humanos qu...

Detalhes

No bairro de Aparecida, em Manaus, o apelido é uma instituição. Lá, ninguém tem nome. Só apelido, que é sempre cortante como um bisturi. Perguntem quem é dona Darcicleide, mãe do Thomáz Augusto, ninguém sabe; mas dona Dadá, a mãe do Fon-Fon, todo mundo conhece. Conhecia...

Detalhes

Quando cheguei no aeroporto Eduardinho, em Manaus, às 6 horas da manhã dessa quarta-feira, a primeira coisa que vi foi a careca do candidato a vice-governador, José Melo Merenda (PMDB – vixe, vixe). Fiquei em pânico. Senti que a presença dele ali, naquele momento, e...

Detalhes

Exmo. Sr. Governador do Estado do Amazonas Dr. José Melo Merenda (PROS, vixe, vixe) Saudações Escrevo esta carta para cumprimentá-lo pelo fato de que o melo-merendismo transbordou as fronteiras do Amazonas e está sintonizado com a vanguarda do atraso. O governador de Sã...

Detalhes

Muitos anos depois, na sede da Polícia Federal do Amazonas, o “Velhinho” haveria de recordar aquela tarde remota em que desceu pela última vez a enlameada rua Varcy Herculano rumo ao cais, de mãos dadas com o pai Jurandir e a mãe Osmarina. Sua Ipixuna, recém desmembrada...

Detalhes